Estudante da UFScar conversa sobre cotidiano universitário em escola de São Carlos

A estudante do Ensino Médio da Escola Estadual Adail Malmegrim, Larissa Rilary, queria saber o que esperar da próxima etapa da vida. Pediu no Quero na Escola que alguém falassem sobre sobre o cotidiano e os métodos de ingresso nas universidades.

Guilherme está no último ano do curso de de Engenharia de Materias na Universidade Federal de São Carlos (UfsCar), uma das universidades mais renomadas do país e se voluntariou para a conversa. “Ele explicou sobre o ENEM e alguns vestibulares e também disse como funciona o dia a dia na faculdade”, conta Larissa, “também contou um pouco sobre a possibilidade de intercâmbio

Depois da atividade, o futuro engenheiro saiu animado e incentivou que mais pessoas se engajem no projeto:

Captura de Tela 2017-04-18 às 12.07.23

E a Larissa já aproveitou a ocasião para fazer outro pedido: a turma dela está produzindo um documentário sobre a região em que moram e gostariam de alguém para dar dicas de audiovisual. Conhece alguém que poderia ajudar? Veja os pedidos da escola aqui.

É aluno da rede pública e quer algo diferente em sua escola? É só pedir no www.queronaescola.com.br.

Xenofobia é abordada em escola com mais da metade de alunos imigrantes

Os levantamentos mais recentes mostram que mais de 50% dos estudantes da Escola Estadual Padre Anchieta são imigrantes, principalmente bolivianos. Situada no bairro do Brás, na capital paulista, a escola convive todos os dias com um problema que cresceu nos últimos tempos com o aumento da imigração para o Brasil: a Xenofobia.

Victor Gonzales Linares, tradutor peruano, topou o desafio de conversar com uma turma da escola sobre a questão. Sem fugir da sua área de atuação, ele focou a conversa na literatura. Victor é um dos fundadores do projeto Ecos Latinos, que pretende aproximar do Brasil a literatura latino-americana produzida no Peru, Paraguai, Equador e na Bolívia, atrás de Oficinas Literárias e Saraus Artísticos-poéticos.

A Padre Anchieta já havia recebido atividades de Homofobia e Feminismo. Para ver todos os pedidos de lá, clique aqui e nos ajude a encontrar voluntários.

É estudante da rede pública e quer levar algo diferente para sua escola? É só pedir em www.queronaescola.com.br