Advogado dá palestra sobre Política e Psicanálise ao atender pedido do Quero na Escola em Curitiba

Em fevereiro deste ano, o advogado Alexandre de Salles Gonçalves nos enviou um email: “O que os alunos querem na escola aqui em Curitiba eu não posso oferecer (Yoga, programação e fotografia). Mas gostaria de me voluntariar para colaborar da forma como for possível. Minhas áreas de interesse seriam em palestras/cursos sobre noções de direito, contratos, direito do consumidor, direito de família, direito constitucional, direitos humanos, filosofia e psicanálise”.

Em julho, a estudante Ana Paula de Carvalho, que já tinha sido atendida com duas palestras sobre Fotografia (veja aqui e aqui) pediu um debate sobre Política. O Alexandre se inscreveu para atender, mas tivemos que esperar as férias escolares e a licença do diretor Dario, nosso parceiro na organização das atividades do Quero na Escola, acabarem. Em setembro começamos a organizar o evento, mas, como já estávamos muito perto das eleições municipais, a gestão da escola achou melhor esperar o momento passar.

E assim, em novembro, o Alexandre visitou a escola para falar sobre Política e a realação com a Psicanálise. Membro da Associação Psicanalítica de Curitiba e advogado há 15 anos, Alexandre estuda o tema há três anos e mostrou como a política permeia a vida dos estudantes. “Comecei a abordagem falando sobre a origem da palavra na Grécia e mostrando que o cidadão é um sujeito político. Introduzi um pouco sobre a psicanalise dizendo que o que comanda a vontade do sujeito dentro da pólis e as relações dele são reflexo das relações que ele tem com o seu interior. O dentro é formado pelo inconsciente, que comanda a nossa razão, e a razão é usada para justificar o nosso desejo”, contou Alexandre.

Para Ana Paula, a palestra mostrou como a política está relacionada à vida dos estudantes. “Ele falou sobre as ocupações e mostrou que a política se estende até nas simples ações”, resumiu a aluna que se forma este ano e teve seus pedidos atendidos cinco vezes pelo Quero na Escola este ano.

Alexandre lembrou os estudantes que o orçamento da escola pública é público e que eles poderiam usar a internet para acompanhar e conseguir verba para melhorias e projetos do interesse deles. “Me preocupei em fazer acender algumas luzes, fazer eles se questionarem”, disse.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s