Aluna que gosta de escrever é atendida com oficina de Escrita Criativa em Itapevi

Gabrielly Pinheiro Guedes, de 16 anos, gosta de escrever, pretende fazer faculdade de História e pediu uma oficina de Escrita Criativa no Quero na Escola. Na última terça-feira (23), Alessandra Corá, pedagoga e editora de texto, foi até a Escola Estadual Professora Maria Soares, em Itapevi, na Grande São Paulo.

“Ela começou lendo um livro, fez algumas perguntas e pediu para a gente fazer um desenho, criar um personagem, contar os detalhes dele. Depois a gente passava o personagem para os amigos completarem a história. Eu fiz esse pedido, porque gosto muito de redação. Acho que sou uma pessoa criativa, mas me ajudou muito essa dinâmica, nunca tinha feito isso de continuar uma história que não era minha”, contou a estudante, que está no 3º ano do Ensino Médio.

Alessandra realizou quatro oficinas, em 4 salas diferente, atendendo cerca de 140 alunos. “Participar de um baita projeto, daqueles que você pensa que pode fazer diferença. Devolver ao mundo o que aprendi. Isso é o que o Quero na Escola faz! Vale a pena doar parte do seu tempo para contribuir com a educação pública!”, escreveu a voluntária em seu Facebook. Alessandra também trabalha com formação de professores na área de leitura e linguagem e participa de um grupo de escrita focado no público infanto juvenil.

Gabrielly faz parte do Grêmio de sua escola e conta que sempre tenta fazer atividades diferentes, mas que sem o pedido no Quero na Escola, dificilmente teria conseguido levar uma profissional para dentro da sala de aula. “Todo dia vejo gente reclamando da escola, que é tudo sempre igual. Eu tento fazer algo diferente no recreio, alguma atividade, mas não posso levar uma pessoa de fora para dar uma palestra. Quando conheci o Quero na Escola, achei demais e fiz um montão de pedidos lá. Não conheço muito quem criou isso, mas não tenho nem palavras para definir, quem quer ajudar a escola pública está fazendo algo muito bonito.”

Quer pedir algo diferente da grade curricular na sua escola? Cadastre-se aqui

Quero na Escola faz um ano com milhares de motivos para comemorar

Completamos um ano! No dia 24 de agosto do ano passado foi lançado o primeiro site do Quero na Escola, com a intenção de provocar os estudantes a pedirem algo além do currículo e dar um mapa de oportunidades a quem quer participar da educação pública. São muitos os motivos para festejar neste aniversário:

  • Recebemos pedidos de 247 alunos, de 60 escolas em 24 cidades e 8 estados
  • 211 pessoas se cadastraram para ajudar
  • Já foram realizadas atividades em 15 escolas de 11 cidades em 4 estados diferentes
  • Os eventos promovidos em escolas públicas envolveram 1724 pessoas: 1616 alunos, 44 voluntários e 67 educadores
  • 3,3 mil pessoas participam da nossa página no Facebook (e algumas também no Instagram e Twitter) e promovem a partir dali a conexão entre os pedidos dos estudantes e pessoas que podem ajudar

A gente fez tudo que gostaria? Não! Nossa intenção era ter registrado pedidos em 100 escolas a esta altura. Não chegamos a tanto porque contávamos com uma nova versão do site para meados do primeiro semestre e houve um atraso de meses. Mas desde julho estamos com ela no ar e prontos para aumentar a participação nas escolas públicas.

Neste aniversário, queremos agradecer aos estudantes e educadores que nos inspiram, aos voluntários responsáveis por todos os nossos resultados, às 359 pessoas que apoiaram nosso crowdfunding de 2015 que financiou o Quero na Escola por um semestre, ao Instituto Unibanco, nosso primeiro apoiador, e à Fundação SM, parceira da ação especial para o professor.

A nossa festa é no cotidiano da escola pública! Estão todos convidados: www.queronaescola.com.br