Como manter uma horta

Jardinagem e Horta têm sido pedidos com frequência por alunos de várias escolas no Quero na Escola. Isso mostra que estão alinhados com uma tendência mundial: cada dia mais moradores de grandes cidades, seja São Paulo ou Nova York, vem se dedicando eles mesmos a cultivar a terra. No caso das hortas, além de ser uma atividade prazerosa, traz a oportunidade de melhorar a alimentação.

Para quem deseja cuidar de plantas mas ainda não tem experiência, há muito o que se aprender. Aqui no Brasil, a Embrapa (ela é um braço do Ministério da Agricultura) têm uma série de publicações, destinadas tanto a aperfeiçoar o trabalho de quem já é profissional, como ajudar os iniciantes. Foi pensando nesse segundo público que, em 2012, a Embrapa lançou um manual para Hortas em Pequenos Espaços, que pode ser baixado gratuitamente.

Abaixo, algumas dicas de como cuidar de uma pequena horta:

  1. Águaagua.jpg

Não existe um volume ou frequência pré-determinados para regar a horta. No inverno, por exemplo, as plantas absorvem menos água; mudas e plantas jovens costumam precisar de regas mais frequentes. O importante é observar e regar de forma a deixar a terra úmida, mas sem nunca encharcar o solo – com muita água, as raízes não conseguem absorver bem os nutrientes.

Outro cuidado importante: quem planta hortaliças que são consumidas cruas tem que ficar atento à qualidade da água usada, pois ela precisa estar livre de contaminações.

  1. Luz

luzdosol.jpg

A luminosidade é um dos fatores ambientais mais importantes para o sucesso de uma horta. Na hora de escolher o que plantar, é preciso saber quanto tempo de luz do sol o local recebe. Para algumas produções, como cebola e alho, é preciso de luz durante 10 ou 12 horas por dia. Verduras folhosas, pimentas e pimentões devem receber cerca de 5 horas de luz por dia. E há culturas, como tomate e quiabo, que se adaptam em ambas as condições.

  1. Solo

Para ser considerado fértil, um solo tem que ser capaz de reter água e ser permeável, assim como apresentar alguns minerais. Ainda que a terra disponível não seja das melhores, é possível deixá-la mais fértil por meio de adubos. Fezes de animais ou restos de vegetais são ótimos adubos do tipo biológico, mas antes de usá-los na horta, eles precisam passar por um processo de curtimento. Outra possibilidade são os abudos químicos, que contém os minerais necessários para o crescimento das plantas. Em hortas, os mais comuns são “4-14-8” e o “4-30-16”.

terra

  1. Época de plantio

Cada espécie depende de uma certa condição climática para crescer bem. Assim, o plantio tem que levar em conta a região geográfica e a época do ano. Beterraba, por exemplo, dá bem entre abril e junho; a berinjela entre agosto e fevereiro – assim o cultivo pode ser intercalado. Algumas plantas, contudo, produzem bem o ano inteiro, como no caso do alecrim, manjericão e rúcula. No manual da Embrapa, há uma tabela completa na página 35.

Manter uma horta requer atenção e cuidados constantes, mas certamente o resultado compensa o esforço. Gostou das dicas ou tem alguma dúvida? Deixe um comentário para nós.

Se você já tem experiência em cuidar de plantas, aproveite para clicar aqui e ver se há pedidos de alunos da rede pública na sua cidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s