Meditação em uma escola pública de São Carlos

Quem diria que uma aluna gostaria de aprender a silenciar dentro de uma sala de aula em um domingo de sol? “Nunca tinha meditado, era como eu imaginava, mas mais gostoso”, contou Rebeca Pires, 17 anos, estudante da Escola Estadual Arlindo Bittencourt, em São Carlos, interior de São Paulo.

Ela se cadastrou no Quero na Escola em março com dois pedidos, auxílio para fazer uma horta – ainda em aberto – e oficina de meditação. A designer Carla de Franco, que buscava uma oportunidade de colaborar voluntariamente com uma causa que a motive desde o ano passado, topou viajar de São Paulo ao interior para ajudar.

“Medito há quatro anos, Fui atrás de amigos professores, montei um esquema básico, levei computador com músicas e propus exercícios de respiração e silêncio”, explica. Além de Rebeca, uma outra aluna e uma estagiária de Pedagogia que estavam na escola aberta aos domingos participaram da atividade.

Qualquer estudante de escola pública pode entrar no Quero na Escola e dizer o que gostaria de aprender além do currículo obrigatório. Quem quiser colaborar de forma direta com o enriquecimento do currículo da escola pública, pode visualizar os pedidos e oferecer ajuda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s