Voluntário afina piano de escola pública

músico voluntário e estudante

Bem no meio das férias, o estudante Álvaro Samuel de Oliveira Batista, 15 anos, saiu de Guarulhos onde mora na sexta passada para ir a sua escola técnica estadual Carlos de Campos, no Brás, em São Paulo. Em março deste ano, ele pediu ao Quero na Escola um voluntário para ajudar com a manutenção de um piano que há anos servia apenas de decoração na escola. O músico, locutor e compositor Raphael Zarella, se prontificou para ajudar, mas morando no interior e pai de 4 crianças, inclusive bebês gêmeos, ele só conseguiu nas férias.

A atividade estava marcada para às 14h, mas como tinha um compromisso às 20h em outro bairro, Raphael chegou mais cedo, às 13h. Álvaro por outro lado foi pego de surpresa pela suspensão do passe escolar gratuito durante o recesso escolar. “Peguei o ônibus intermunicipal e funcionou normalmente, mas quando cheguei no metrô, não funcionou. Fui andando do Tietê até o Brás, tentando ser rápido, mas levou meia hora”, lamenta.

Quando chegou, o voluntário já havia sido recebido pelos funcionários e desmontado o piano. “Eu não fazia ideia como era um piano por dentro e como se fazia para arrumar, quando vi fiquei surpreso”, comentou o jovem.

Ao todo, foram cinco horas de trabalho. O músico afinou, consertou o pedal, colou o feltro, passou aspirador e lustra móveis. “Ele tem um audição maravilhosa, ficou lá horas de pé, eu acho que se soubesse o tamanho do trabalho, não tinha tido coragem de pedir, mas ele sabia e atendeu sem nada em troca”, admirou-se o estudante, que já foi atendido por outros voluntários do Quero na Escola desde o fim do ensino fundamental e, inclusive, escolheu o curso técnico que prestaria depois de uma palestra que recebeu de outra voluntária.

Piano da escola, após as cinco horas de trabalho
Piano da escola, após as cinco horas de trabalho

“Fiz o que pude”, comentou Raphael, elogiando também o aluno. “Um amor de moleque, 15 anos e uma cabeça boa, ficou do meu lado o tempo todo, foi massa.”

A diretora Lucimeire Gonzaga de Oliveira acompanhou a ação. “Ele foi muito prestativo, imagino a felicidade dos alunos quando voltarem do recesso”, comentou. Assim, esperamos também!

O Quero na Escola é um projeto em que estudantes pedem ajuda com algo além do currículo obrigatório das escolas. Os pedidos ficam no site queronaescola.com.br, quem pode ajudar se cadastra e fazemos a mediação para que mais pessoas participem da educação pública.

Anúncios